«

»

Mai 02

Reflexão para Profissionais do Fitness e praticantes de Exercícios Físicos

Acesso imediato ao Curso Gratuito!

Digite seu nome e e-mail:

Odiamos Spam! Sua privacidade será mantida.

Comecemos…

A Bagunça da falta de contexto na hora da montagem e prescrição dos exercícios é uma das principais causas de falta de resultados e de sentimentos como “estou perdido”, “já tentei de tudo”, “exercício é difícil”, “exercício é simples” (entre outros) para qualquer praticante na hora de fazer seus treinos e buscar seu destino/objetivo físico.

pensando

Olá tudo bom? No artigo de hoje eu quero falar com profissionais de Educação Física/Fitness além dos praticantes… digo, praticantes que VERDADEIRAMENTE fazem exercícios físicos orientados e elaborados por quem sabe. Quando digo “por quem sabe” refiro-me a qualquer pessoa que tenha Expertise suficiente para isto e que possua formação técnica para isto…

Vejo literalmente uma enxurrada de informações disponíveis e fora de contexto. Isto é ruim para o praticante e para o profissional… É um tal de simplificar tudo e resumir a modas que realmente deixam qualquer um muito confuso. Neste artigo vamos discutir um pouco sobre como fazer exercícios…




Todo Exercício Físico precisa estar inserido em um contexto

A causa de muita falta de resultado, frustração, desânimo, sentimentos de “estar perdido” e não saber o que fazer, para QUALQUER objetivo físico/fitness é a falta de contexto na hora das informações e práticas serem discutidas. Hoje em dia parece que todo mundo dá dica e sabe o que fazer na hora de discutir exercícios físicos (Blogueiro(a) bombado, Qualquer Pessoa que conseguiu Emagrecer, Estrela Fitness, etc) porém, na minha opinião, esta é uma das principais causas de confusão, desvalorização profissional, desgaste físico (para todo mundo), além de outros problemas. E porquê? Porque há momentos que parecem que fazer exercício físico é simplesmente sair por ai correndo.. ou caminhando… ou fazendo abdominais… aleatoriamente…

Houve o tempo que a “recomendação” era fazer caminhada ou hidroginástica… Depois houve o tempo da ginástica aeróbica… depois houve o tempo do pilates… outros…outros…e hoje parece que estamos vivendo o tempo do HIIT-Treinamento Intervalado de Alta Intensidade-, “a solução definitiva”, a salvação e a glória do emagrecimento e do condicionamento físico, a chave mestra da saúde e do fitness para qualquer pessoa…

Se fosse assim, já era pra estar resolvido o problema… do emagrecimento, do desgaste físico… da falta de motivação para treinar… tchau profissional… tchau academia…

A verdade não podia estar mais longe disto…

Todo artigo que leio ou vejo ou ouço alguém comentando tem mais ou menos o mesmo formato… “Um grupo de pesquisadores da Universidade do (País Estrangeiro) avaliou um grupo durante x semanas… Alguns participantes faziam 5 minutos de HIIT enquanto outros faziam caminhada… etc… etc… Ao final ficou constatado que o grupo que fez o exercício Intervalado durante 5 minutos emagreceu mais do que o grupo que fez 40 minutos de exercício (ou qualquer outro tempo em minutos que sejam maiores que x minuto de HIIT)…” Conclusão: Faça HIIT, emagreça, fique feliz, invista 5 minutinhos e você vai ficar com o corpo lindo e a saúde super boa…”

Parece que qualquer conhecimento na área acaba por ai… Meu Deus do céu!

Se você não sabe o contexto, todo exercício serve e nenhum exercício serve

A razão de eu estar insistindo em falar em contexto é que, A MENOS QUE SE SAIBA QUAIS SÃO AS CONDIÇÕES FÍSICAS do atleta, O OBJETIVO ESPECÍFICO, A EXPERIÊNCIA PREGRESSA DO ATLETA, AS DOENÇAS E PROBLEMAS QUE POSSUI, O PERFIL PSICOLÓGICO, entre outros pontos (ta bom, você achou que escrevi outros pontos só para ilustrar né?! rsrs… pode colocar nos critérios aí, o espaço e recursos de treinamento, a base nutricional do praticante, o tempo disponível para treinamento, a demanda de estresse do trabalho e vida pessoal do atleta… entre outros), fazer exercícios pode virar uma perda de tempo se não souber, avaliar, planejar, prescrever, executar, corrigir o planejamento e avaliar novamente.

Então, fazer qualquer modinha de exercício físico, sem orientação bem feita de um profissional ou alguém que tenha expertise, pode virar uma perda de tempo… infelizmente… :(

Exemplo prático

emagrecer tem planejamento

A maioria das pessoas hoje em dia, que não são atletas e que procuram engajar-se em fazer exercícios, possuem uma característica em comum… Advinha qual é? Uma chance para você advinhar!…. Se você disse/pensou Emagrecer, acertou! Emagrecimento para não atletas de longa data é causa número um de procura para engajar em exercícios físicos.

Quem vai fazer exercícios para emagrecer está o quê? GORDO, PESADO, DESCONDICIONADO. Daí vem a revista da moda e cita que uma blogueira fitness faz HIIT todo dia, 5 minutos e está linda e maravilhosa. A pessoa na “melhor boa vontade”, começa a fazer HIIT e arrebenta os joelhos no primeiro dia de treino! Bum! O que era chato ficou ainda pior. Além de GORDO(a) a pessoa está agora lesionada… Afff maria…. Digamos que não machuque, no entanto, sente aquela sensação de cansaço altíssimo e quase morre do coração… DE Susto! Pois não estava preparada para sentir o coração quase pular pela boca para fora… rsrs…. Mais uma vez, “desisto deste negócio”! Tô fora!”….

Agora, suponha uma pessoa estressada ao extremo, que não dorme a noite, que não gosta da vida, que odeia exercício, que odeia o trabalho, etc etc, vai lá e começa afazer HIIT… Ao final está mais pilhado do que tudo… O sono que era difícil ficou ainda pior… A descarga Adrenérgica do exercício faz qualquer xícara de café extra-forte parecer calmante para dormir, e o resultado final, pode ser, além de mais estresse psicológico, lesão muscular, imunologia baixa, mais desgaste físico, mais desânimo, mais problema….

Agora vamos a um quadro mais específico? Perfil do futuro atleta: Obeso, hipertenso, sedentário, condromalácea patelar nos dois joelhos, tendinite no músculo supra-espinhoso lado direito, asmático diabético, glicemia em 300 ml/dl… Daí vem alguém na melhor das intenções e diz: “Faz Intervalado… musculação é ruim… caminhar no seu caso não adianta nada… Toma Whey Protein…etc…etc…” As chances são que ele possa ter um TROÇO NO CORAÇÃO, UM DESMAIO, UMA INTERNAÇÃO COM COMA HIPERGLICÊMICO OU AGRAVANTE NA SUA ORTOPEDIA!

Se você é profissional, é seu dever orientar da melhor forma possível o seu atleta… Se você é um(a) futuro praticante de exercícios físicos, procure orientação de quem tem formação.

No exemplo anterior, a abordagem do HIIT, a princípio não seria a melhor opção. O contexto do atleta não favorece. Seria necessário um trabalho orientado no sentido de, diminuir sua glicemia e avaliar imediatamente antes do exercício físico, fazer um reforço muscular localizado, planejar seu treino aeróbio que teria na caminhada um excelente ponto de partida. Uma montagem de exercícios de força de forma a não estressar exageradamente orgânicamente o atleta, alongamentos orientados… Estes pontos seriam como botões de volume nos quais o profissional ajustará de acordo com o contexto do praticante… À medida que evoluir, faz-se novos ajustes e novos resultados virão… Isto é bem diferente de sair por ai fazendo exercícios de qualquer forma….

A prescrição de exercícios por Profissionais é resultado de Diretrizes e Experiência

Se você segue pessoas sem formação as chances são de que você não terá os melhores resultados. A combinação de exercícios (força, aeróbios, alongamentos) são como ingredientes adicionados na medida certa, no tempo certo e no contexto certo. Sou super a favor do HIIT. Eu pratico-o, prescrevo-o, e recomendo-o, desde que no contexto e momentos certos. Também super sou a favor da caminhada, da musculação, da ginástica, desde que, no contexto e momentos certos.

A prescrição de exercícios físico nunca deve ser banilizada, ou simplesmente, resumida e simplificada. Deve ser orientada por pessoas capacitadas e adequadas ao contexto do praticante. A combinação certa de modalidades de exercícios, duração, frequencia, intensidade, entre outros, é o segredo para uma vida saudável, magra, um corpo bonito e funcional… ;)

É importante saber a relação: Contexto/Objetivos

Novamente, quem não é profissional provavelmente falará besteira ( e besteira da boa) pois analisar a relação contexto/objetivos depende de formação técnica e experiência. Suponha uma pessoa que quer emagrecer e dispõe de 1 hora para fazer exercícios… É um contexto. Suponha alguém que precise Emagrecer e tenha somente 30 minutos… é outro contexto… Suponha alguém que precise emagrecer e está com a saúde toda F!@#$%, arrebenta, literalmente uma droga e que tenha 30 minutos… é um contexto… A mesma pessoa com disponibilidade de 1:30hs… é outro contexto… e por aí vai…

O quero chamar atenção aqui é parece que profissionais perdem espaço para pessoas que fazem modas momentâneas de treino. É incrível ver a quantidade de mulheres que seguem garotas que praticam exercícios e não confiam no profissional que está atendendo elas… Chega a ser incrível… Meninas, o profissional quer ajudar você a alcançar os resultados, pode acreditar…:)

Profissionais, é hora de levantarmos em posicionamentos mais firmes e seguros, fundamentados em ciência e experiência e passar o conhecimento para frente, para seus alunos, da melhor maneira possível…

Outro dia presenciei uma cena de argumentação em uma academia que realmente chega a dar tristeza… cego guiando cedo… uma aluna praticante “ensinando” outra aluna o que era o “correto” de se fazer para conseguir emagrecer… Falou cada equívoco que chega a dar dó… desde exercícios até nutrientes… Meu Deus do céu… Interessante foi ver um certo ponto em que argumentou que calorias não contam…. Calorias contam sim! A questão é que quem consome porcaria o dia inteiro está tão inflamado mas tão inflamado por dentro que qualquer alívio que se der para o corpo ele perde peso… Calorias contam… Para quem quer perder peso, parar de comer lixo atrás de lixo já será uma grande passo… Para quem quer emagrecer e ficar bonito(a) e saudável, você PRECISA GASTAR UMA CERTA QUANTIDADE DE CALORIAS POR SESSÃO. Quem saber os detalhes? Compra qualquer manual do Colégio Americano de Medicina Esportiva e leia-o do início ao fim. Vais descobrir que se fizer exercícios sem a correta MODULAÇÃO estará fazendo força desnecessariamente, correndo riscos e perdendo tempo.

Exercício para ser eficiente tem de ser bem prescrito, elaborado dentro de um contexto, avaliado e reavaliado, e orientado por quem sabe… Este é um desabafo por ver tanta propaganda correndo solta por aí que chega a dar tristeza… honestamente…

Um grande abraço, fique com Deus e até a próxima!

Treine forte e alcance sucesso!

MaisMusculacao.net



  • Busque por promoções de tênis, camisetas e artigos esportivos em nosso site!

Receba as atualizações deste Blog em seu email. Clique aqui.



Mais Musculação, Emagrecimento, Treinamento e Definição

This site is protected by WP-CopyRightPro